Verdades que ninguém te conta sobre ser youtuber

by - 20 março



Posso dizer que eu não sou uma youtube de porte alto, mas gravo vídeos por que gosto, e é tão legal quando aqueles youtubers grandes dão dicas pra canais pequenos por que um dia eles foram e se não tivesse continuado não taria ai né. E quando você pega aquela Câmera ou  seu celular para gravar ver que não é tão fácil como você imaginava e acaba aprendendo aos poucos como é o rumo.

Bom esse é o tema da blogagem coletiva desse mês do grupo Daydream (que é um grupo para blogueiras e youtuber no facebook) falar da dura realidade por trás daquelas verdades que ninguém te conta. Quando descobrir esse grupo eu fiquei muito feliz porque as pessoas te ajudar e são bem acolhedoras. 

Criar e gravar

Cria o canal é fácil porque é só criar a conta e ta feito, mas é ai que ta e o que você vai gravar, o que vai falar, esse é o problema. Se você é ótima com criatividade é uma boa ajuda e quando você não tem a minima ideia mais quer gravar já digo logo pensar, pensar e procurar. Sim porque se você não procurar o que te inspirar vai ser difícil, te aconselho a tentar perceber aquelas coisas pequenas que você gosta de fazer como por exemplo: se você gosta de se maquiar grava suas dicas, se gosta de criar coisas grava um DIY e assim vai.

Divulgação

Criou o canal, gravou e postou. Depois de tudo isso você pensa só "10 visualizações aff desisto". Calma ai não é da noite pro dia que você vai ter 10.000 visualizações e 10.000 curtidas nem tudo são flores meu bem. Ter um público é bem difícil porque você começou agora, mas se você nasceu com a bunda virada pra luar como algumas pessoas que em um pisca de olhos ganhou público me fala ai a mágica que eu to querendo. Minha dica é você entrar em grupos de youtubers e divulga seu trabalho, divulgar nas suas redes sociais, família e amigos. Não vai ser fácil mais com o tempo você consegue. Não sou aquela pessoa que tem milhares de visualizações, sei disso porque é o que acontece e já li bastante.

Comentários

Ah comentários bons todo mundo ama e aqueles que querem te deixa pra baixo, na minha opinião é , não ligar e continuar atras do seu sonho. Sempre vai existir comentários bons e ruins, mas superamos. Acho que aquelas pessoas que falam besteiras para você é por que não tem capacidade de tentar como você um canal e tem inveja por você conseguir e os comentários bons são maravilhas deixam sempre você felizes. 


Obstáculos quando está gravando

Sabe quando você está lá gravando sempre seus vídeos e em um toque de magica você acaba ficando sem ideias, eu passo sempre por isso é horrível  o certo é ler coisas e procurar assuntos que gosto e quando você fica semanas ou meses sem gravar por não ter o que fazer e também quando sua câmera quebra é o que estou passando no momento. Eu sempre gravei os meus vídeos com meu iphone e editava por lá e o display dele acabou quebrando fui ver quando era $600, demais né 600 reais é melhor comprar outro, espero conseguir logo arrumar.

Bom gente esse foi o verdades que ninguém te conta sobre ser youtubre, espero que tenham gostado, não sou youtube famosa como disse no começo, mas isso é uma das coisas que você passa quando criar um canal e está tentando ter público.

Conheça meu canal --> Laysa Diniz se inscreva e me acompanhe nas redes sociais Facebook - Twitter - Instagram


You May Also Like

2 comentários

  1. O meu canal anda tão abandonado, tadinho haha. Meu maior problema é o primeiro: criar e gravar. Não consigo pensar em nada legal pra gravar ): E realmente, a gente passa por todas essas outras coisas que você falou. Tem que ter muita força de vontade pra levar a diante viu, haha. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. ainda tem esse pessoal que fala que vai virar youtuber pra não fazer nada e ganhar dinheiro :v eu já vivi essa experiência e o processo de edição, divulgamento e ainda ter que lidar com comentários negativos é bem chato :b acabei excluindo meu canal, até porque, não me sentia preparada ainda 9sou bem tímida).
    Boa sorte com seu canal :D
    beijos :*

    ResponderExcluir

Comente o que achou!